MANDINGA DO NEGRO LIGEIRO

Olha minha mandinga sou mandingeiro
Vou que eu tem a malicia do negro ligeiro

Refrao:

Eh que eu vim de Angola no navio negreiro
Escravos no Brasil me tornei um guerreiro

Refrao:

Minha pele e escura meu sangue e guerreiro
Olha na Capoeira sou negro ligeiro

Refrao:

Capoeira e meu sangue ela e minha vida e me faz viver
Sem Capoeira o que eu vou fazer